Após a gestação, mães levam até 4 anos para retomar exercícios

Uma das preocupações de quem é mãe gira em torno de como conseguir perder peso após a gestação. E, uma das maneiras mais eficazes de se atingir essa meta seria combinar uma alimentação balanceada com a prática de exercícios. Porém, segundo um estudo recente, as mulheres levam até quatro anos para retornar à atividade física após a gravidez.

Manter-se em movimento traz inúmeros benefícios para a mãe e o bebê. Ela ajuda, por exemplo, a prevenir doenças como hipertensão e diabetes. Contribui ainda para evitar a obesidade e melhora dores no corpo. 

Exercícios físicos após a gestação: Como funcionou o estudo

O trabalho foi uma parceria entre cientistas da Universidade Federal de Pelotas e da Universidade de Queensland, na Austrália, em uma parceria com a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco)

Assim, concluiu-se que 15,7% das mulheres realizavam algum esforço físico no segundo trimestre de gravidez, Contudo, no primeiro ano de vida dos bebês, esse número caiu para 7,9%. E voltou a subir para 16,8% quando as crianças faziam 2 anos.

O estudo não teve acesso à frequência de atividade física em períodos anteriores à gravidez. Entretanto, baseados em estimativas gerais, os cientistas acreditam que cerca de 20% eram ativas nessa época. Dessa maneira, esse patamar só foi alcançado quatro anos após a gestação, quando 23,2% das participantes contaram que colocaram exercícios na rotina. 

De acordo com o educador físico Grégore Iven, um dos autores do estudo, um dos motivos por trás dos resultados é o tabu que ainda existe um receio de que o esforço físico possa levar a alguma complicação ou alteração no corpo feminino ou ainda atrapalhar a amamentação e o desenvolvimento do recém-nascido.

“Mas, a verdade é que os exercícios trazem vantagens, desde que haja acompanhamento médico”, alerta o ginecologista Frederico Corrêa, da clínica de Reprodução Humana FertilCare e membro da Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. “Assim, o desconhecimento e a falta de orientação adequada sobre a possibilidade de realizar atividades físicas logo após o nascimento do bebê contribuem negativamente para isso”, completa. 

Além disso, a ideia ultrapassada de que o dever de cuidar dos filhos pertence apenas à mãe também atrapalha. Pois, com a chegada dos pequenos nem sempre é fácil para a mulher se colocar em primeiro lugar para cuidar do corpo, muito menos mudar de hábitos.

Importância dos exercícios após o parto

Os exercícios pós-parto são essenciais, mas não só para o emagrecimento. “Durante a gestação, várias modificações ocorrem no organismo materno. As principais são aumento de peso, retenção líquida e inchaço. Já os aspectos relacionados ao nascimento do bebê envolvem o tipo de parto, se normal ou cesariana, dor, tamanho e local dos cortes e a presença de complicações, como infecções ou hemorragias”, detalha Frederico. 

Tudo isso deve ser levado em consideração na hora de voltar a se exercitar, o que pode acontecer poucos dias após o parto ou levar mais tempo, dependendo do caso. “Após o parto natural, por exemplo, os exercícios físicos podem ser iniciados mais cedo. Isso demora mais depois de uma cesariana, já que é um processo cirúrgico, mais invasivo, agressivo e com maiores riscos para a mulher.”

Isso vale tanto para quem já praticava exercícios antes da gravidez, quanto para mulheres sedentárias. “Entretanto, deve-se observar as características prévias e atuais de cada pessoa e adequar o tipo de exercício ao seu perfil, ao modelo de parto realizado e à rotina de amamentação”, observa. Em geral, dois meses após o parto as mulheres já podem voltar ao seu dia a dia de maneira integral. 

“Os exercícios, quando feitos de forma adequada, promovem um retorno mais rápido em relação às mudanças no corpo causadas pela gravidez. Além disso, podem melhorar o humor, manter a aptidão cardiorrespiratória, ajudar na perda de peso e reduzir quadros de depressão e ansiedade”, conclui Frederico.

Outras vantagens são melhora da postura, maior flexibilidade, melhora na circulação sanguínea, recuperação pós-parto mais rápida, maior qualidade do sono e aumento da autoestima.

Perder peso após a gestação: Conheça o Programa Fit na Amamentação

Se você está amamentando e quer voltar ao peso antigo com saúde, o Programa Fit na Amamentação, do aplicativo Tecnonutri, pode ajudar você perder peso após a gravidez ao mesmo tempo que garante todos os nutrientes que seu bebê precisa, sem afetar a produção de leite.

Com cardápios baseados em comida de verdade, repletos de nutrientes e vitaminas, nossas nutricionistas prepararam um passo a passo no qual você aprenderá a mudar pequenos hábitos, além de receitas e dicas para acrescentar mais sabor no seu dia, reduzindo seu peso sem precisar de radicalismos. 

Fase 1 – Começo dos hábitos

Receba cardápios low carb (conheça a Low Carb do Tecnonutri) (conheça a Low Carb do Tecnonutri) com sugestões alimentares calculadas para atingir a meta de consumo de até 75g por dia. Ou seja, uma meta com nível iniciante, mas que pode incentivar o bom funcionamento do seu organismo e ativar a queima de gordura. Essa estratégia foi pensada para você conseguir ter uma boa variedade de nutrientes. Nas suas duas primeiras semanas você já se sentirá mais disposta e poderá eliminar até 2 kg.

Fase 2 – Potencializando resultados

Seu corpo vai responder bem aos estímulos da dieta. Assim, com uma leve restrição calórica, além de dar início ao emagrecimento nós vamos conseguir evoluir semanalmente com novos picos de emagrecimento. Sua alimentação aqui ainda será flexível, seguindo uma capaz de fornecer os nutrientes necessários para a produção de leite e manutenção da amamentação. 

Resultado: Emagreça até 4 kg em 30 dias.

Ao terminar o programa, se ainda quiser emagrecer mais alguns quilinhos enquanto amamenta, você pode reiniciar a fase 1 e seguir o programa completo novamente.

Leia também: Porque emagrecer fica mais difícil com a idade e depois dos filhos

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

11 + nove =