Flexibilidade emocional: Como ter uma vida mais equilibrada

A flexibilidade emocional é um caminho para equilibrar as emoções, além de uma forma de conseguir se adaptar melhor aos desafios do dia a dia. Por vezes, a vida é surpreendente e podemos ser pegos por sentimentos para os quais não estamos preparados. Por isso, ser emocionalmente flexível pode ser de grande ajuda.

De maneira resumida, a flexibilidade emocional é uma grande habilidade quando se trata de se relacionar, tanto com os outros como conosco. Este componente da inteligência emocional aplica-se à sua capacidade geral de se adaptar a circunstâncias.

Sendo assim, praticar a flexibilidade emocional pode aliviar ansiedade, estresse e até mesmo depressão, pois implica no melhor enfrentamento de sentimentos negativos.

Leia também: Café da manhã silencioso: Como praticar e benefícios

Como praticar a flexibilidade emocional

A prática de ser flexível deve ser inserida no dia a dia de forma que seja possível usar diferentes estratégias de regulação emocional à medida que as circunstâncias mudam. Ou seja, é preciso se manter flexível ao enfrentar diferentes situações. Afinal, diferentes situações e emoções merecem diferentes tratamentos.

Em outras palavras, a flexibilidade emocional é definida pela habilidade de responder de forma apropriada ao contexto das emoções e das situações. A flexibilidade já foi apontada como benéfica para a saúde psicológica e emocional, assim como o mindfulness. Ambas as práticas já foram consideradas excelentes para o bem-estar de quem as pratica e são tidas como boas formas de aliviar psicopatologias e seus sintomas.

Outro aspecto importante é a autocompaixão. Ou seja, para ser emocionalmente flexível é necessário agir consigo da mesma maneira que agiria com um amigo durante um período difícil ou de sofrimento. Portanto, em vez de julgar e criticar a si mesmo duramente, a compaixão permite ser compreensivo ao lidar com as emoções, mesmo as negativas. Não só, a compaixão defende a gentileza com nossos sentimentos – até os mais irracionais. Existem várias maneiras de aumentar a flexibilidade emocional, como:

  • Estar ciente de que cada emoção tem o seu valor e, assim, não ignorar nenhuma emoção;
  • Ter resiliência
  • Aprender com o passado
  • Cultivar relacionamentos saudáveis;
  • Dar adeus ao remorso;
  • Estar conectado com os pensamentos e ações;
  • Fazer dos pensamentos positivos seus maiores aliados ;
  • Permitir que as mudanças aconteçam.

Leia mais: Truques de mindfulness para diminuir a ansiedade

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

14 − 11 =