Fobia financeira: Saiba como identificar e tratar

De fato, ninguém se sente feliz ao receber a fatura do cartão de crédito ou ter que lidar com outros pagamentos mensais. Mas, você sabia que existem pessoas com fobia financeira?

Também conhecida como Crometofobia, a fobia financeira é caracterizada pela aversão em lidar com questões financeiras. O termo foi criado em 2003 por pesquisadores da Universidade de Cambridge, na Inglaterra.

Em primeiro lugar, a fobia é um medo intenso de forma obsessiva e persistente de um determinado objeto ou situação. Assim, pode causar prejuízos consideráveis na vida de quem sofre com o problema. Isso porque pessoas com fobias evitam estar em determinada situação ou ter contato com o objeto por acreditar que aquilo é ameaçador.

Causas

A fobia financeira pode surgir por alguns fatores, de acordo com estudo da Universidade de Cambridge. A procrastinação, por exemplo, é uma delas. Dessa maneira, os participantes da pesquisa disseram que evitavam tarefas relacionadas ao dinheiro. Isso porque eles se sentiram culpados depois que a situação saiu de controle e virou uma fobia.

Outra causa muito comum é a falta de confiança em compreender dados, planilhas, gráficos, entre outros.

Como identificar a fobia financeira

  • Coração acelerado ao pensar nas contas e na situação financeira;
  • Não abrir o extrato do banco ou a fatura do cartão por medo de ver que o saldo está negativo; 
  • Ficar nervoso ou estressado ao falar sobre assuntos financeiros;
  • Sintomas de ansiedade ao com dinheiro;
  • Ter dificuldades para dormir;
  • Evita ler ou assistir notícias e comentários sobre finanças;
  • Sente dores crônicas nas costas, pescoço, ombros ou outras partes do corpo.

Tratamento da fobia financeira

Se a fobia estiver impactando negativamente a sua saúde mental, provocando crises de ansiedade, é hora de buscar ajuda médica. Em casos graves, é necessário o uso de medicamentos para aliviar os sintomas, como antidepressivos ou ansiolíticos.

Por outro lado, em casos mais leves, você pode optar pela psicoterapia. Durante as sessões o terapeuta irá te ajudar a chegar à origem da fobia e achar formas de lidar com isso. Além disso, especialistas também recomendam buscar um consultor financeiro para aprender a gerenciar o seu próprio dinheiro.

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

2 × 3 =