Saúde mental nas empresas em tempos de pandemia

O período de pandemia por conta do COVID-19 tem afetado cada vez mais a saúde mental das pessoas. Desde meados de março deste ano e o confinamento foi – ou ainda está sendo motivo de estresse e ansiedade para muitos. Seja pelo financeiro, medo do que está por vir, de perder entes queridos, ficar desempregado, entre diversos outros motivos, o bem-estar psicológico vem sendo colocado à prova diariamente.

Nas empresas a situação não é diferente e, uma pesquisa recente feita pela Opinion Box, em parceria com a Vittude, buscou entender como os profissionais brasileiros estão lidando com esse cenário. Assim, com o objetivo de entender quais são os impactos da pandemia na saúde mental dos trabalhadores, a análise constatou que grande parte dos entrevistados relatou experiências negativas ou muito negativas durante os últimos meses.

Saúde mental em tempos de coronavírus: O que diz a pesquisa

Para chegar aos resultados, foram entrevistados 2.007 homens e mulheres, com idades que variavam entre 16 e 50 anos ou mais, no mês de outubro de 2020.

O isolamento social causou diversas mudanças na vida das pessoas, especialmente na rotina. Segundo a pesquisa, 48% deixaram de realizar atividades prazerosas, como atividades físicas e lazer, 33% se sentiram sobrecarregados com o acúmulo de funções e 24% tiveram dificuldade em manter a rotina normal.

Entre as sensações negativas que as pessoas sentiram na pandemia, o medo intenso de alguém próximo ficar doente ou falecer esteve em primeiro lugar, sendo equivalente a 41%. Além disso, condições como a insônia e as crises de ansiedade apareceram para 33% deles. 

Apesar dos relatos negativos, estar em casa também proporcionou benefícios. Isso porque alguns participantes revelaram que iniciaram hábitos como o autocuidado, alimentação balanceada e a prática de exercícios físicos. 

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezesseis + 5 =